Lei n.º 62/2007, art. 75.º n.º 4 b) - Constituem infracção disciplinar dos estudantes: A prática de actos de violência ou coacção física ou psicológica sobre outros estudantes, designadamente no quadro das «praxes académicas».

19
Abr 10

Praxe é bullying, claramente.

 

"É curioso tratar este assunto numa instituição do ensino superior como se não fosse nas instituições ensino superior que se verificassem os casos mais flagrantes e generalizados de bullying em todos os sistemas de ensino em Portugal. Chamamos-lhes, pomposamente, praxes académicas".

(Comentário identificado)


 

http://www.bcd.pt/

[...] docente na Universidade do Minho, demonstra que uma em cada três crianças do distrito de Bragança já foi vítima de violência por parte de colegas na escola. Os rapazes são mais vítimas e agressores e muitas das agressões ocorrem no caminho entre a casa e a escola, são algumas das conclusões tiradas do debate subordinado à temática do Bullying, organizado pela Juventude Socialista de Bragança e que teve lugar na Escola de Tecnologia e Gestão do IPB no Sábado.

 

http://www.brigantia.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=3772&Itemid=43

“É verdade. São medidas de prevenção, falar com os pais, transmitir o que é o bullying, o que devem fazer cada vez que há uma agressão, como apresentar queixa, [...]"

publicado por contracorrente às 22:22
tags:

Vou-te explicar a diferença para que não fiques na ignorância:

O bullying é feito só e apenas pelo gosto de magoar e ofender...
A praxe académica é feita com o intuito de ensinar algo... Algo que pelos vistos não aprendes-te e que te fazia bastante falta...=X.

Não compreendo uma coisa... NINGUÉM obriga NINGUÉM a ir as praxes e a fazer o que lhes pedem! Para quê isto?!
Está lá quem quer, a aprender importantes lições de vida... Da maneira dura e difícil mas é para quem quer!

Cumprimentos...
Bento a 6 de Setembro de 2010 às 16:56

Para quê estudar, se as Praxes ensinam as "importantes lições de vida"?!...
Alguns exemplos: rastejar, humilhar, vociferar, ...
Não chega? Sobra!

por amor de deus! nao se pode generalizar...quer dizer, la porque num estabelecimento ocorreu uma praxe nojenta, nao significa que assim o seja em todo o lado.esses casos sao raros para todos os efeitos. eu fui praxada muito bem, ajoelhei, fiz flexoes, corri, estive a olhar para o chao 60% do meu tempo nas praxes e tudo mais, mas foram as melhores praxes que ja tive! brinquei, fiz figuras tristes das quais ainda hoje me rio,fiz amigos para a vida, por amor de deus. e como o colega acima disse: ninguem obriga ninguem! alias, quem nos praxou disse sempre: nao queremos ninguem no hospital, ninguem insatisfeito, ninguem magoado fisica e psicologicamente.e mais! no final da noite tinhamos sempre um praxante que levava os alunos a casa de maneira a garantir a boa imagem do meu instituto e a zelar por nos! e este casos como o meu nao sao um em 100.sao a maioria.e depois tem de se ver que nem sempre e como os que os fraquinhos dizem."ai mandou me ajoelhar e tive de ficar ali meia horinha a olhar para o chao!" se nao esta bem, entao que se va embora, quem praxa nao quer choninhas la!
ja e altura de pararem com estes posts de porcaria e sim publicarem os casos mesmo serios como o caso da rapariga violada.ai sim concordo que se ponham esses textos.agora, nao venham coisas do genero: que maravilha, mostras de caloiros e os outros lucram muito! eu e quem apoia as praxes está-se bem nas tintas para quem lucra desde que o pessoal se divirta! avante!
ja fui praxada a 27 de Abril de 2011 às 19:19

Muito sinceramente sabes pk é que eles dizem isso?

Porque depois do ultimo caso de praxe que correu muito mal (no qual espancaram um rapaz por ter recusado ser praxado), visto nao terem encontrado um autor ou suspeito, o que aconteceu? ora a universidade foi responsabilizada e obrigada a dar uma indemnização á vitima. o que acontece? ora as outras universidades viram isso e agora apertam em cima de quem praxa. por isso é que quem praxa agora se preocupa, porque senao levam com as culpas de qualquer coisa que aconteça, mas antes isso nao acontecia.

A humilhação em publico nao é a melhor maneira de teres amigos, pois quem apenas assistiu apenas se lembrara de ti como aquela que fez figuras tristes...
Neon a 28 de Setembro de 2011 às 01:47

mais sobre mim
Visitantes

- Objectores -

FREEMUSE - Freedom for Musicians
“Quando fizermos uma reflexão sobre o nosso séc. XX, não nos parecerão muito graves os feitos dos malvados, mas sim o escandaloso silêncio das pessoas boas." Martin Luther King "O mal não deve ser imputado apenas àqueles que o praticam, mas também àqueles que poderiam tê-lo evitado e não o fizeram." Tucídedes, historiador grego (460 a.c. - 396 a.c.)
Na Pista de Outros
Free Global Counter
Google Analytics