Lei n.º 62/2007, art. 75.º n.º 4 b) - Constituem infracção disciplinar dos estudantes: A prática de actos de violência ou coacção física ou psicológica sobre outros estudantes, designadamente no quadro das «praxes académicas».

24
Abr 14

O Reitor da Universidade do Minho, Prof. António Cunha, tem uma posição clara e quase solitária de condenação das praxes. Não obstante há quem contorne essas orientações e encontre formas de exercitar os rituais, por alguns ditos iniciáticos, aqui uma vez mais tragicamente fatais.

 

"António Cunha aguarda resultados do inquérito para analisar o caso, mas lembra que práticas de praxe estão há muito proibidas dentro de portas. E lembra que a instituição tem poderes muito limitados fora das suas instalações."

"A universidade tem um quadro muito claro” sobre a questão da praxe, sublinhou Cunha, numa declaração feita aos jornalistas na manhã desta quinta-feira: “Rejeitamos, condenamos e proibimos práticas que vão contra o nosso código de valores”. Mas mesmo que a UM faça “tudo o que está ao seu alcance” para impedir a realização de praxes entre os seus alunos, esta tem “uma capacidade de intervenção muito limitada fora dos seus muros”, defende o reitor.

http://www.publico.pt/sociedade/noticia/reitor-da-universidade-do-minho-recusa-associar-morte-de-tres-alunos-a-praxe-1633442#/0

 

Queda de muro mata três estudantes junto à Universidade do Minho
23/04/2014 - 20:24
Vítimas estariam a participar numa "guerra de cursos", uma brincadeira entre alunos, e terão subido ao muro que ruiu. Os quatro feridos já tiveram alta.

http://www.publico.pt/sociedade/noticia/queda-de-muro-deixa-dois-estudantes-na-universidade-do-minho-soterrados-1633391#/0

 

http://www.jn.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Braga&Concelho=Braga&Option=Interior&content_id=3827122

Segundo contaram alunos e comerciantes da zona que assistiram, decorria uma "guerra de cursos", com os alunos de Medicina situados num terreno superior e os de Licenciatura em Engenharia Informática (LEI) em baixo. Gritavam palavras de ordem de um curso para o outro, quando os doutores de LEI, alegadamente, ordenaram aos caloiros para subir o muro e "enfrentar" os de Medicina. Foi quando o muro desabou sobre os alunos que permaneciam na parte inferior.

 

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/portugal/tres-mortos-em-queda-de-muro-na-universidade-do-minho

A queda de um muro junto à Universidade do Minho, em Braga, causou três mortos e quatro feridos.
O acidente ocorreu por volta das 19h40 numa zona residencial a cerca de 500 metros da universidade, onde habitualmente decorrem ações relacionadas com a praxe universitária.

http://sol.sapo.pt/inicio/Sociedade/Interior.aspx?content_id=104192

Segundo soube o SOL, os estudantes morreram na sequência de uma praxe a alunos do curso de Engenharia Informática da Universidade do Minho que estava a ocorrer naquele local. As praxes deste curso são conhecidas por serem das mais agressivas daquele estabelecimento de ensino.

publicado por contracorrente às 01:45

mais sobre mim
Visitantes

- Objectores -

FREEMUSE - Freedom for Musicians
“Quando fizermos uma reflexão sobre o nosso séc. XX, não nos parecerão muito graves os feitos dos malvados, mas sim o escandaloso silêncio das pessoas boas." Martin Luther King "O mal não deve ser imputado apenas àqueles que o praticam, mas também àqueles que poderiam tê-lo evitado e não o fizeram." Tucídedes, historiador grego (460 a.c. - 396 a.c.)
Na Pista de Outros
Free Global Counter
Google Analytics