Lei n.º 62/2007, art. 75.º n.º 4 b) - Constituem infracção disciplinar dos estudantes: A prática de actos de violência ou coacção física ou psicológica sobre outros estudantes, designadamente no quadro das «praxes académicas».

30
Out 16

Praxe na praia põe 20 caloiros em risco

Polícia Marítima foi ao local e ordenou aos jovens que saíssem da água

Correio da Manhã, 30.10.2016

http://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/praxe-na-praia-poe-20-caloiros-em-risco

Recorde-se que a 15 de dezembro de 2013 seis alunos da Universidade Lusófona perderam a vida durante uma praxe na praia do Meco, Sesimbra.

 

Actualização:

Praxes polémicas na Escola Superior Náutica foram apenas "sensacionalismo"

TSF, 02 de DEZEMBRO de 2016 - 08:16

http://www.tsf.pt/sociedade/educacao/interior/praxes-polemicas-na-escola-superior-nautica-foram-apenas-sensacionalismo-5530446.html

Caso envolveu praxes numa praia em que os alunos terão ido buscar baldes de água à rebentação. Os responsáveis da Escola Superior Náutica Infante D. Henrique garantem que o caso da praxe que motivou a intervenção da Polícia Marítima numa praia de Oeiras, no final de outubro, não gerou qualquer queixa e teve na comunicação social um impacto que "não corresponde minimamente à realidade dos factos". Na altura, o Correio da Manhã, com fotografias do que se tinha passado, noticiou que pelo menos 20 alunos foram praxados na praia de Paço de Arcos, colocados em situações de risco. Por exemplo, os caloiros tiveram de ir buscar baldes de água à zona de rebentação, numa praxe que levantou pelo menos uma queixa na Polícia Marítima. Na resposta enviada há cerca de uma semana ao Ministério, a que a TSF teve acesso, a direção da Escola Náutica explica que depois deste caso emitiu um comunicado aos alunos em que admite que as praxes têm "perturbado" o funcionamento regular das aulas, suspendendo as praxes até que fosse clarificado o que se passou.
Contudo, na resposta agora enviada ao Governo, os dirigentes da escola argumentam que ainda não receberam qualquer queixa dos alunos envolvidos e que as notícias conhecidas, apesar de levantarem "preocupação", são de "teor sensacionalista", atingindo "proporções que não corresponderam à realidade dos factos".

publicado por contracorrente às 23:57

mais sobre mim
Visitantes

- Objectores -

FREEMUSE - Freedom for Musicians
“Quando fizermos uma reflexão sobre o nosso séc. XX, não nos parecerão muito graves os feitos dos malvados, mas sim o escandaloso silêncio das pessoas boas." Martin Luther King "O mal não deve ser imputado apenas àqueles que o praticam, mas também àqueles que poderiam tê-lo evitado e não o fizeram." Tucídedes, historiador grego (460 a.c. - 396 a.c.)
Na Pista de Outros
Free Global Counter
Google Analytics