Lei n.º 62/2007, art. 75.º n.º 4 b) - Constituem infracção disciplinar dos estudantes: A prática de actos de violência ou coacção física ou psicológica sobre outros estudantes, designadamente no quadro das «praxes académicas».

16
Jan 20

Tragédia No Meco: Grupo de estudantes morreu no mar há seis anos
Foi na madrugada de 15 de Dezembro de 2013 que um grupo de seis estudantes foi arrastado por uma onda na praia do Meco, em Sesimbra.

Os jovens pertenciam todos à Comissão Oficial de Praxes Académicas da Lusófona (COPA).

https://www.vip.pt/tragedia-no-meco-grupo-de-estudantes-morreu-no-mar-ha-seis-anos

 

Seis anos depois da tragédia do Meco, famílias pedem justiça

Seis jovens perderam a vida durante ritual de praxe académica em 2013.

https://www.jn.pt/local/noticias/setubal/sesimbra/familias-das-vitimas-do-meco-ainda-esperam-por-explicacoes-11621277.html

 

Estado português condenado a pagar 13.000 euros de indemnização a família de estudante que morreu em praxe

https://www.noticiasdecoimbra.pt/estado-portugues-condenado-a-pagar-13-000-euros-de-indemnizacao-a-familia-de-estudante-que-morreu-em-praxe/


Praxe no Meco: Portugal condenado por más práticas na investigação

A justiça europeia deu razão ao pai de um dos estudantes que foram arrastados pelo mar durante uma praxe na praia do Meco, em Dezembro de 2013: a investigação começou tarde, não assegurou a integridade das provas e não foram recolhidos de imediato testemunhos importantes.
https://www.esquerda.net/artigo/praxe-no-meco-portugal-condenado-por-mas-praticas-na-investigacao/65362

https://www.publico.pt/2020/01/14/sociedade/noticia/portugal-condenado-pagar-13-mil-euros-pai-rapaz-morto-praxe-meco-1900270

Caso Meco. Famílias receberam 13 mil euros em falta, mas pais avançam com nova acção

26 Out, 2020

https://rr.sapo.pt/2020/10/26/pais/caso-meco-familias-receberam-13-mil-euros-em-falta-mas-pais-avancam-com-nova-acao/noticia/212364/

Meco: Julgamento começa cinco anos após ação contra Dux e Universidade

O Tribunal Cível de Setúbal começa a julgar em Fevereiro o processo cível intentado há cinco anos pelas famílias dos jovens que morreram na praia do Meco, em 2013, contra João Gouveia e a Universidade Lusófona.

As seis ações cíveis interpostas em 2016, contra o 'Dux' João Gouveia e a COFAC -- Cooperativa de Formação e Animação Cultural, CRL (Universidade Lusófona), começam a ser julgadas pelas 09:00 de 02 de Fevereiro de 2021, com "a tomada de declarações ao réu João Miguel Gouveia", segundo um comunicado conjunto hoje divulgado pelas famílias das vítimas.

https://www.noticiasaominuto.com/pais/1646012/meco-julgamento-comeca-cinco-anos-apos-acao-contra-dux-e-universidade

Meco: Julgamento começa em Fevereiro, sete anos após praxe trágica

https://www.dn.pt/pais/meco-julgamento-comeca-em-fevereiro-cinco-anos-apos-entrega-das-acoes-civeis-13134492.html

Tribunal de Setúbal adia julgamento cível do caso do Meco

Julgamento do processo cível interposto há cinco anos pelas famílias dos jovens que morreram na praia do Meco foi adiado para 17 de fevereiro
2021-02-01

https://tvi24.iol.pt/sociedade/joao-gouveia/tribunal-de-setubal-adia-julgamento-civel-do-caso-do-meco

Início do julgamento do processo cível movido pelos pais das vítimas do Meco
2021-04-13

O julgamento do processo cível em que as famílias dos seis jovens que morreram durante uma praxe na praia do Meco em 2013 reclamam indemnizações no valor global de 1,3 milhões de euros, começou no Tribunal de Setúbal.
https://tvi24.iol.pt/fotos/sociedade/inicio-do-julgamento-do-processo-civel-movido-pelos-pais-das-vitimas-do-meco/6075671e0cf277cf82c1359d

"Ouvi a voz da Joana a pedir socorro": o relato do Dux João Gouveia sobre a noite fatídica no Meco
Por Sofia Garcia | 13 de Abril de 2021

O julgamento do processo cível em que as famílias dos seis jovens que morreram durante uma praxe na praia do Meco em 2013 reclamam indemnizações no valor global de 1,3 milhões de euros, arrancou esta terça-feira no Tribunal de Setúbal.

A defesa das famílias dos jovens, que responsabilizam João Gouveia pela tragédia, sustenta que, "além da intervenção dos réus - o 'dux' João Gouveia e a COFAC - Cooperativa de Formação e Animação Cultural, CRL (Universidade Lusófona) -, estão em causa o funcionamento da organização denominada COPA [Comissão Oficial de Praxes Académicas] no seio da ULHT [Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias] e atividades praxistas levadas a cabo ao longo dos anos".

https://www.cmjornal.pt/portugal/amp/meco--joao-gouveia-unico-sobrevivente-da-tragedia-confessa-em-tribunal-que-todos-beberam-alcool-siga-o-julgamento-ao-minuto

Advogado das famílias das vítimas do Meco diz que universidades não devem ser desresponsabilizadas pelas praxes no exterior

Os advogados das famílias afirmam que as universidades devem ser culpabilizadas: "Não é por chutarem os alunos para a rua, para fazerem as praxes na rua, que deixam de ser responsáveis".

21 Abr 2021

O advogado Vítor Parente Ribeiro, que representa as famílias dos seis jovens da Universidade Lusófona que morreram na praia do Meco em dezembro de 2013, falava à agência Lusa depois de ter sido ouvida pelo Tribunal de Setúbal a primeira testemunha arrolada pelas famílias das vítimas, o honoris-dux (antigo dux) Rui Osório.

 

Familiares das vítimas insistem que o que aconteceu tem responsáveis: o então dux João Gouveia e a própria universidade.

28.04.2021, SIC Notícias

https://sicnoticias.pt/pais/2021-04-28-Julgamento-civel-Meco.-Antigo-dux-da-Lusofona-recusa-que-tragedia-tenha-sido-fruto-de-praxe-eede394d

Testemunha da tragédia do Meco relata episódio: “Vi-os com pedras amarradas aos pés”

Artigo | 05/05/2021

https://www.jm-madeira.pt/nacional/ver/127457/Testemunha_da_tragedia_do_Meco_relata_episodio_Vi-os_com_pedras_amarradas_aos_pes

"Vi-os com pedras amarradas aos pés." A descrição é de Etelvina Fonseca, de 67 anos, empregada de limpeza da casa que foi arrendada pelos estudantes da Lusófona, em Aiana de Cima, e refere-se à tarde de dia 14 de dezembro, sábado, poucas horas antes de seis dos jovens serem arrastados por uma onda no Meco.


Nadador-salvador diz que é difícil sobreviver a ondas de três ou quatro metros
17.05.2021

https://sicnoticias.pt/especiais/meco/2021-05-17-Tragedia-no-Meco.-Nadador-salvadordiz-que-e-dificil-sobreviver-a-ondas-de-tres-ou-quatro-metros-e9152e08


Onda como a que atingiu estudantes no Meco "apaga" 90% das pessoas

Rogério Matos
17 Maio 2021

https://www.jn.pt/justica/onda-como-a-que-atingiu-estudantes-no-meco-apaga-90-das-pessoas-13728618.html

Marco Bernardo, militar da marinha e nadador-salvador de profissão, testemunha esta segunda-feira no processo do Meco. Da experiência que tem em salvamento, diz que "90% perde a consciência perante a violência" de uma onda como aquela que atingiu os estudantes durante uma praxe mortal.


Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


mais sobre mim
“Quando fizermos uma reflexão sobre o nosso séc. XX, não nos parecerão muito graves os feitos dos malvados, mas sim o escandaloso silêncio das pessoas boas." Martin Luther King "O mal não deve ser imputado apenas àqueles que o praticam, mas também àqueles que poderiam tê-lo evitado e não o fizeram." Tucídedes, historiador grego (460 a.c. - 396 a.c.)
Google Analytics